A arte de diagnosticar a Patologia Dual

Publicado em:  23/06/2018

Em uma aula exclusiva e contemporânea, o médico psiquiatra de Toledo, especialista em terapia cognitiva e mestre em farmacologia, Dr. Ronan D’Ávila, apresentou estudos recentes sobre Patologia Dual, a doença que modificou o conceito da assistência médica aos dependentes químicos.

Com o tema “Patologia Dual: uma nova visão de dependência química”, Ronan D’Ávila apresentou informações sobre conceitualização, suas implicações na clínica, prevalência, risco de suicídio e abandono do tratamento, tipos de tratamento farmacológico e possíveis direções futuras em pesquisa. Para abordar o assunto, o médico e músico, amante do rock and roll e do blues, apresentou informações históricas de grandes astros da música para correlacionar sintomas de transtornos mentais, inclusive Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), com a dependência por uso de substâncias químicas.

A aula do módulo II do Curso de Atualização Psiquiátrica, promovido pela Associação Paranaense de Psiquiatria (APPSIQ), aconteceu no dia 23 de junho, sábado, e contou com a presença de aproximadamente 10 participantes na Associação Médica do Paraná, em Curitiba (PR). O evento contou com o apoio da Clínica Heidelberg e do Hospital San Julian.

Para o médico psiquiatra que atua na área clinica com transtornos de humor, André Rotta Burkiewicz, o curso é uma oportunidade única de aperfeiçoamento que a associação oferece para os especialistas. “Isso aumenta o nível e a qualidade da Psiquiatria paranaense”, afirma o ex-presidente da APPSIQ. Além disso, ele reforça que a escolha do tema foi muito positiva, pois acredita que essa nova forma de olhar para a doença mental associada à dependência química, dentro de uma mesma origem, futuramente irá influenciar tanto a nomenclatura quanto as definições e critérios para diagnóstico e tratamento dentro da Psiquiatria. “Além disso, a abordagem do Dr. Ronan, usando como referência a vida e as músicas de grandes astros do rock, foi genial”, completa.   

Depois de romper com uma decisão aparentemente consolidada há 10 anos, de fazer a especialização em neurocirurgia, o médico recém-formado pela PUC-PR e músico, Guilherme Solfa, tem encontrado na Psiquiatria a oportunidade de estudar a mente humana. Para aprimorar seus conhecimentos, ele decidiu participar do curso e se surpreendeu com o segundo módulo. “Eu tive a oportunidade de presenciar uma aula incrível, em que ele aliou o conhecimento científico com a música e fez com que a gente repensasse a Psiquiatria”, afirmou.

Em contraponto, o médico psiquiatra e diretor do Hospital San Julian, Ricardo Sbalqueiro, reforça a necessidade do médico estar em constante aprimoramento e valoriza a iniciativa da APPSIQ. “O médico, de uma maneira geral, uma vez que sai da academia, cujo foco realmente é o estudo e a pesquisa, acaba se concentrando mais no trabalho prático. Por isso, essa iniciativa resgata o nosso interesse, nos instiga a continuar com a nossa própria pesquisa e nos estimula a seguir estudando a nossa especialidade diariamente”, explica. Para ele, a palestra foi muito estimulante tanto pela temática atual quanto pela qualidade do palestrante. “A forma agradável e emocionante com que ele fez a exposição do tema, usando uma pesquisa extensa com múltiplas referências e valendo-se de exemplos de músicos, foi surpreendente: muito acima até do que eu esperava encontrar hoje. Saio daqui bastante estimulado, com muitas anotações e informações valiosas para o meu trabalho diário“, finaliza.

Clique aqui e acompanhe um trecho da aula do Dr. Ronan D’Ávila pela página da APPSIQ no Facebook. 

Curso de Atualização  

As aulas do Curso de Atualização Psiquiátrica têm uma proposta bem intimista com intuito de proporcionar aprimoramento, troca de experiências e debate sobre os temas abordados. Voltado para médicos psiquiatras, residentes e estudantes de Medicina, os módulos acontecem no último sábado de cada mês, sempre das 9h às 12h, na Associação Médica do Paraná, em Curitiba (PR). O próximo está programado para dia 28 de julho e contará com a presença da médica psiquiatra Alice Koch apresentando conceitos atuais sobre Psiquiatria da Infância e Adolescência.

As inscrições são por módulo e cada aula tem uma taxa de inscrição de 100 reais. Associados quites com a APPSIQ/ABP, residentes e especializandos em Psiquiatria têm 50% de desconto. Este valor é apenas para cobrir as despesas com a locação do espaço, equipamentos e lanche. Para participar, basta clicar aqui e realizar a sua inscrição.




<< Voltar