Ligação para prevenção ao suicídio se torna gratuita em todo o país

Ligação para prevenção ao suicídio se torna gratuita em todo o país

Publicado em:  04/07/2018

O telefone 188 passou a valer para todo o território nacional como apoio para quem precisa falar com alguém no momento que pensa em cometer suicídio.

Ligações para o Centro de Valorização da Vida (CVV), que auxilia na prevenção do suicídio, passaram a ser gratuitas em todo o país. Um acordo de cooperação técnica com o Ministério da Saúde, assinado em 2017, permitiu o acesso gratuito ao serviço, prestado pelo telefone 188.

Por meio do número, pessoas que sofrem de ansiedade, depressão ou que correm risco de cometer suicídio conversam com voluntários da instituição e são aconselhados. Antes, o serviço era cobrado e prestado por meio do 141.

O CVV, órgão sem fins lucrativos que funciona desde 1962, tem mais de 2 mil voluntários dedicados a escutar qualquer pessoa que esteja passando por dificuldades, funcionando como uma prevenção ao suicídio. Em 2017, recebeu cerca de 2 milhões de ligações. Neste ano, espera ultrapassar 2,5 milhões.

De acordo com o Ministério da Saúde, todos os dias cerca de 30 pessoas tiram a própria vida no Brasil. Para os voluntários do CVV, o suicídio, em si, é uma ação impulsiva, mas há um processo por trás do ato: isolamento, desistência de hobbies, falta de contato com a família e amigos podem ser interpretados como sinais. Depressão e o abuso de álcool e drogas também exigem atenção.

A OMS estima que 90% dos casos de suicídio poderiam ser prevenidos. Neste sentido, o trabalho do CVV é muito valorizado, inclusive por especialistas. Além do número 188, o CVV disponibiliza atendimentos presenciais, por chat e por e-mail.

De acordo com a Organização mundial da Saúde (OMS), os idosos correspondem à faixa etária de maior risco para o suicídio. No Brasil, a taxa de mortalidade entre pessoas com mais de 70 anos chegou a 8,9 a cada 100 mil habitantes entre 2011 e 2015.

Todos os voluntários aconselham a mesma coisa: o idoso precisa sentir que é importante para alguém, mesmo que esse alguém lhe dê apenas um “boa noite”.

A taxa de suicídio também é alta entre os jovens: é a quarta maior causa de morte entre pessoas de 15 a 29 anos no Brasil. Dentre os adolescentes que contatam o CVV, muitos expõem histórias de conflitos com os pais, amigos e preocupações com a escola.

Já os jovens adultos relatam o medo de não conseguir um emprego, falam sobre relacionamentos complicados e sobre sua própria solidão.

Fonte: APPSIQ com informações de jornais nacionais.



<< Voltar