Dependência aumenta entre os jovens

Publicado em:  14/05/2008

 

13% dos adolescentes de capitais e regiões metropolitanas são considerados bebedores "pesados", com consumo superior a cinco doses por vez, mais de uma vez por semana, o que representa risco alto de dependência 

 

 

E são os adolescentes hoje o principal foco de preocupação dos especialistas em alcoolismo do País. A exemplo do que mostram os depoimentos do início da matéria, levantamento recente da Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) mostra que 12,3% dos brasileiros têm características de dependência de álcool. E 13% dos adolescentes de capitais e regiões metropolitanas são considerados bebedores "pesados", com consumo superior a cinco doses por vez, mais de uma vez por semana, o que representa risco alto de dependência. A cerveja aparece como a bebida mais consumida por esses adolescentes: 53% dos meninos e 50% das meninas até 18 anos preferem a cerveja. Para a especialista da UnB, a psicóloga Josenir de Oliveira, a influência da propaganda é decisiva na formação do hábito da bebida em adolescentes. 

– Nesse caso, não é a relação de indução do consumo que se desenha entre a propaganda e o uso de bebidas por adolescentes - pondera Josenir. 

O problema, analisa, está na banalização do consumo de bebida. 

– A propaganda, as "loiras da cerveja", isso tudo ajuda as famílias a verem com certa condescendência o uso do álcool entre seus filhos. Subitamente, um adolescente bebendo é algo normal. E um adolescente abusando da bebida passa a ser "farra", algo característico da idade. A ausência de um sentido de alerta entre pais e mães diante de filhos que abusam do álcool é um dos principais fatores do crescimento de alcoolismo entre adolescentes. E a propaganda tem seu papel nessa relação.


TAGS


<< Voltar