Maconha coloca os dentes em risco

Publicado em:  12/05/2008

Uso regular de maconha coloca os dentes em risco. Usuários freqüentes têm quatro mais vezes chance de danificar gengivas. Risco de perder os dentes também aumenta, em duas vezes.

 

Pesquisa da Nova Zelândia comprova ligação entre uso da Cannabis e doença das gengivas com perda dentária.

A doença periodontal é uma das doenças crônicas mais comuns nos adultos em todo o mundo. Trata-se de uma inflamação que começa a partir de uma infecção bacteriana que atacas gengivas e as estruturas de fixação dos dentes, levando a perda dentária precoce.

O tabaco está entre os principais fatores de risco para a doença periodontal. A pesquisa, publicada na revista "Journal of American Medical Association" buscou avaliar o impacto do uso da maconha sobre a doença das gengivas e sua relação com o uso do cigarro.

Foram mais de mil pessoas acompanhadas desde o nascimento e examinadas por dentistas dos 18 aos 32 anos de idade. Os exames eram feito aos 18, 21, 26 e 32 anos, sendo que nessas ocasiões foram levantados dados sobre o uso de maconha e tabagismo.

A exposição à maconha foi estabelecida por questionários e a doença periodontal foi classificada por critérios odontológicos. Os particicpantes forma divididos de acordo com as respostas como alta, alguma e nenhuma exposição à maconha.

A fase da vida dos participantes foi cuidadosamente escolhida, pois a doença periodontal é tradicionalmente associada a idades acima dos 35 anos.

Os resultados mostraram que os usuários freqüentes, com alto nível de exposição à maconha, têm até quatro vezes mais chance de sofrer de doença das gengivas e duas vezes mais chance de perder os dentes por essa causa.

A associação da maconha ao uso de cigarros comuns aumentava o risco da dpença gengival e suas conseqüências -- para cada maço frequente de cigarros, o risco aumentava em 6%.

Todas as análises estatísticas permitiram definir que o uso de maconha está relacionado, de forma independente, a doença das gengivas e perda dentária em adultos jovens. Esses problemas, por sua vez, estão associados a dor, desconforto e problemas articulares na mandíbula a médio e longo.

O uso do tabaco e suas conseqüências nocivas já está claramente definido. O alerta a ser feito agora é de que a maconha não é uma droga inocente e está definitivamente ligada a doença pulmonares crônicas, tal qual o cigarro, ao câncer de laringe e, como demonstrado nessa pesquisa, à doença periodontal e perda dentária.

Artigo escrito pelo médico Luís Fernando Correia, apresentador do "Saúde em Foco", da CBN.


TAGS


<< Voltar